Warning: Parameter 1 to wp_default_scripts() expected to be a reference, value given in /home/marketbiz/www/drguerino/wp-includes/plugin.php on line 601

Warning: Parameter 1 to wp_default_styles() expected to be a reference, value given in /home/marketbiz/www/drguerino/wp-includes/plugin.php on line 601

11 4992-3280 | 11 4992-7239

Perguntas Frequentes

Procure um médico ao notar erosão na pele, vermelhidão ou ardor, nódulos, assimetria, protuberâncias, endurecimento ou afundamento do mamilo. Estas podem ser alterações suspeitas para câncer. Quanto mais cedo diagnosticado, mais chances de cura. E não deixe de fazer sua mamografia anual a partir dos 40 anos.

Existem três tipos: carcinoma ductal in situ: doença em fase inicial, que cresce dentro do ducto mamário, sendo este seu limite e que, a princípio, não teria capacidade de desenvolver metástase e não requer quimioterapia. Carcinoma ductal invasivo: sendo o tipo mais comum, esse ultrapassa os limites do ducto mamário e invade os tecidos vizinhos. Apresenta capacidade de desenvolver metástase. Carcinoma lobular invasivo: segundo tipo mais comume está relacionado ao risco de desenvolvimento de câncer na outra mama e também ao câncer de ovário. Apresenta a possibilidade de desenvolver metástase.

É o crescimento das mamas em homens. O problema geralmente é causado por quem faz o uso de anabolizantes ou em pacientes com disfunções hormonais. Além do fator estético, a ginecomastia ainda pode gerar dores e desconfortos. Procure um médico ao notar qualquer alteração.

Na maioria dos casos a indicação é cirúrgica, principalmente quando há acúmulo de tecido glandular ou gordura. O procedimento ainda pode ser combinado com uma lipoaspiração para melhorar o aspecto visual.

Sim. O tratamento depende do tamanho, localização do tumor e do tempo de gravidez. Em geral os especialistas indicam cirurgia de remoção completa da mama, pois assim não é necessário fazer radioterapia, que é contra indicada durante a gravidez. Se não tiver nos três primeiros meses, pode ser indicada até a quimioterapia. Converse com seu médico.

Como o fibroadenoma é uma doença benigna, significa que só deveremos retirá-lo quando são palpáveis. Nos outros casos, apenas o controle clínico é o suficiente.

Sim. Entre os homens, a doença é uma alteração no tecido que costuma aparecer após os 50 anos, principalmente entre aqueles que tenham casos na família. Os sintomas e o tratamento são semelhantes ao câncer de mama nas mulheres. Quanto mais cedo for diagnosticado, mais chances de cura. Para cada 100 mulheres com câncer de mama, temos um homem.

Nódulos benignos não interferem em nada na gravidez ou na amamentação e não precisam ser operados. É preciso apenas acompanhar o desenvolvimento durante a gestação. Converse sempre com seu médico.

A reconstrução mamária imediata é realizada junto com a mastectomia. A principal vantagem nesse caso, além de evitar novas cirurgias, é que os tecidos da parede torácica não sofrerão danos pela radioterapia ou cicatrização. Já a reconstrução mamária tardia é indicada para pacientes que não tiveram a opção de realizá-la durante a cirurgia para tratamento do câncer ou estiverem tratando outros problemas de saúde. Converse sempre com seu médico.

Esse tipo de procedimento é realizado quando a paciente não tem quantidade de tecido suficiente para ser feita a reconstrução da mama. Geralmente o especialista faz a implantação da prótese no mesmo ato cirúrgico do tratamento do câncer. Mas também pode ser realizada para pacientes sem doença que desejam aumento de volume mamário.

Em geral, a cirurgia é indicada para pacientes que já fazem o uso de hormônios com objetivo de dar uma aparência masculina ou feminina – dependendo do caso.

O teste genético pode dizer se você herdou um gene anormal que aumenta o risco de câncer de mama e de ovário. A doença se desenvolve devido a mutações em um ou mais genes. Esses genes, por sua vez, armazenam informações sobre como seu corpo funciona e são passados de pais para filhos. Se houver uma anomalia em um gene, isto é chamado de mutação genética.

O teste só é recomendado para mulheres que se encaixam em alguma destas situações: ter um familiar com mutação do gene BRCA 1/2; história pessoal de câncer de mama abaixo dos 45 anos; história pessoal de câncer de mama até os 50 anos de um membro da família (mãe, irmã, avó, pai, tio, tia, sobrinho, sobrinha ou primo) com diagnóstico de câncer de mama em qualquer idade.